A Ciência na Arte

August 6, 2018

A análise de materiais em obra de arte não se aplica somente a atribuição de autoria ou verificação de autenticidade. Através de um estudo da obra pode-se obter informações inimagináveis, como desvendar as práticas de pinturas dos artistas. Temos como exemplo este caso, da peça "La Misereuse Accroupie", de Picasso. Essa peça foi analisada por Raios-X, promovendo a descoberta de que, embaixo, existia na verdade uma outra pintura, uma paisagem! Ou seja, Picasso reaproveitou uma tela. A partir da técnica Fluorescência de Raios-X (FRX), os pesquisadores examinaram na tela a distribuição dos elementos químicos encontrados em diferentes pigmentos. Com estas descobertas foi possível afirmar que Picasso apropriou formas que foram estabelecidas na pintura anterior.

 

A Fluorescência de Raios-X também revelou que, enquanto a distribuição de pigmentos de ferro e cromo combinava bem com a figura da mulher, a disseminação de pigmentos à base de cádmio e chumbo forneceu insights sobre as características da superfície. Esta distribuição de pigmentos mostrou diferenças na inclinação da cabeça da mulher e revelou que ela originalmente tinha um braço e uma mão direita, possivelmente segurando um pedaço de pão.

 

 

 

 

Please reload

Our Recent Posts

June 27, 2020

June 14, 2020

May 15, 2020

Please reload

Archive

Please reload

Tags

 

©2018 by Bárbara Lopes Buarque. Proudly created with Wix.com